SERVIÇO RESERVADO DOS DETETIVES DO BRASIL - UNIÃO, CONFIDENCIAS E FIDELIDADE.
Home IAEPA Serviços Contatos Membro

 

Casos
Espião
Formação
C.B.O.
Contatos
Detetive
IAPI Association
Legislação
Links
PI Magazine
Parcerias
IAEPA
Serviços
Lion  Academy
Pontious Investigation
American Detectives
Recovery Agent
Utilidade Pública

  Espionagem

          Os  órgãos  que  investigam  e  combatem  a  espionagem  em um país, muitas  vezes  são  os  mesmos  responsáveis por solucionar crimes. É o caso do Brasil. Aqui, a Polícia Federal é responsável pela contra-espionagem, é ela que investiga os crimes federais e controla as fronteiras e a imigração. Ao longo do século XX ficou imortalizada a imagem do agente secreto que opera em  países remotos, se misturando  à  funcionários  do governo e  enviando relatórios  em código  para casa. Esta imagem não está errada. Esse tipo de agente, conhecido como espião clássico, existe sim e vive oculto sob cargos que lhe permitam viver legalmente no exterior, como diplomata, jornalista, ou empregado de empresas públicas e privadas. Porém, hoje os espiões clássicos estão em bem menor número.

        Durante  a  guerra  fria,  seu  tempo  de glória, eles existiam  aos  montes.  Agora  continuam por  aí, tentando  descobrir segredos de estado em países distantes e executando operações secretas, e pelo que tudo indica, serão sempre indispensáveis. Porém, hoje os espiões clássicos têm de dividir as tarefas com os espiões virtuais. Os espiões virtuais são gente especializada em  telecomunicações  contratada  pelo  governo  para  atuar  grampeando  telefonemas,  e-mails, interceptar cartas e invadir sistemas  de  informação  no  exterior.  A NSA(Agência nacionalde segurança) é  o  órgão  do  governo dos Estados Unidos responsável  pela  espionagem  virtual.  Ela  intercepta  TODA  a  comunicação  do  mundo,  incluindo  telefonemas,  e-mails  e telegramas . Todos  os  telefonemas  que  você  deu e  recebeu  durante  toda a sua vida, e os e-mails todos que você trocou foram grampeados por ela.
 

Eis as principais agências de espionagem do mundo:
 
 

Inglaterra

MI5 (Serviço de segurança)

Age dentro do país, combatendo a espionagem estrangeira.

MI6 (Serviço secreto de inteligência)

Aqui trabalham os espiões internacionais da Rainha. Se 007 existisse realmente, trabalharia no MI6.

 

França

DST (Direção de vigilância territorial)

Combate a espionagem política e o terrorismo dentro do país.

DGSE ( Direção geral de segurança exterior)

Grampeia comunicações e faz espionagem no exterior.

 

E.U.A.

CIA (Agência central de inteligência)

Faz espionagem e operações contra inimigos no exterior.

FBI (Bureau federal de investigações)

O FBI é a polícia federal dos Estados Unidos. É responsável pelo serviço de contra-espionagem do país.

NSA (Agência nacional de segurança)

Intercepta todas as comunicações no mundo, de telefonemas a e-mails.

 

Rússia

SVRR (Serviço de espionagem exterior )

Um dos herdeiros da antiga KGB. Faz espionagem clássica fora do país.

SFS (Serviço federal de segurança)

Também derivou-se da KGB. É o órgão de polícia política.

GRU (Serviço de inteligência militar)

Promove investigação e espionagem para as forças armadas.

 

Brasil

Abin (Agência brasileira de inteligência)

Foi criada em 1998. É o órgão de espionagem brasileiro. Sua sede é em Brasília-DF e possui mais 12 diretórios espalhados pelos estados.

PF (Polícia federal)

Investiga crimes federais, promovendo a contra-espionagem no país

   

A crise do espião delatado

Railda Herrero, 30 de setembro de 2003.

 

Destacados políticos do Partido Democrata dos Estados Unidos querem uma investigação independente sobre as acusações de que o gabinete do presidente George W. Bush delatou, intencionalmente, para a imprensa, a identidade de um agente da CIA.

cia-espiaMeios
O jornal norte-americano The Washington Post publicou, na edição de segunda-feira, sem citar nomes, que autoridades da Casa Branca foram responsáveis pela identificação pública da mulher do ex-embaixador Wilson como agente da CIA. Nos Estados Unidos, anunciar a identidade de um agente secreto é crime federal e o autor pode ser preso. O governo do presidente George W. Bush tinha encarregado Joseph Wilson de investigar as supostas tentativas do ex-dirigente iraquiano Saddam Hussein de adquirir urânio enriquecido no Níger, país na África. Mesmo após a missão de Wilson a este país, concluindo que as acusações eram improcedentes, Bush utilizou a argumentação num discurso à nação, para justificar a guerra contra o Iraque. Wilson decidiu entregar à imprensa os resultados de sua missão, contradizendo as afirmações do presidente. Logo depois, um editorial do  jornal Washington Post revelou que sua mulher era agente da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos, a CIA.

Averiguação
Por não acreditar que o processo possa ser encaminhado imparcialmente pelo Departamento de Justiça, que depende da Casa Branca, os políticos oposicionistas a Bush, do minoritário Partido Democrata, pediram a nomeação de um promotor especial independente para o caso. O assunto ganhou hoje as manchetes dos principais jornais norte-americanos e do mundo e promete ser mais uma pedra no sapato do Sr. Bush, em queda na popularidade, junto com seu colega britânico, Tony Blair, desde que começaram a vir à tona as maquiagens em relatórios dos serviços secretos, que justificaram a invasão do Iraque.

FONTE DE INFORMAÇÕES

 

 

O perigoso software espião

Os programas gratuitos são uma febre na internet. Muitas vezes são tão eficientes quanto os pagos e estão apenas alguns clique do internauta. No entanto o que é aparentemente barato pode custar muito caro. alguns programas têm a capacidade de roubar informações pessoais do usuário que são transferidas para a sede da empresa e comercializadas.

O pior é que todo este processo acontece sem o consentimento do dono do micro e sem que ele saiba que está sendo monitorado. Quem faz este serviço sujo de roubar as informações é o spy-ware, programa que existe dentro do arquivo de instalação do software. Ele age de forma invisível e é capaz de registrar e enviar periodicamente cada passo da navegação do internauta.

Mesmo sendo invisível para o usuário, os sintomas de chegada do spyware pipocam rapidamente:janelas publicitárias que aparecem a cada homepage acessada, travamento do computador e conexão lenta. Este problema acontece porque o espião transfere informações ao mesmo tempo em que o usuário acessa a rede.

Espiões na área - Os spywares mais conhecidos são o Alexa, Aureate, Cidoor, Gator , OnFlow e Webhancer. E é fácil encontrá-los nos programas gratuitos mais populares da internet. Como ,por exemplo, o navegador Opera e os softwares que buscam música Audiogalax e Kazaa.

Mas e como retirá-los do micro? A Lavasoft www.lavasoftusa.com desenvolveu o Ad-aware, software simples e eficiente que encontra e remove todos os spywares localizados no micro. Além do Ad-aware existe o www.spychecker.com , um banco de dados dos softwares que contêm spywares em que o internauta pode checar se o programa desejado também é um espião.

Dicas - É sempre aconselhável fazer um backup antes de modificar os dados porque alguns spywares ficam tão encostados no sistema que sua retirada pode criar problemas no uso do windows e outros programas. Pensando nisso, o Ad aware também tem a opção de backup. Se alguns dos spywares não puderem ser retirados - muitas vezes porque estão em uso -, é só reiniciar o micro e rodar o Ad-aware novamente.

Fonte JB Internet 30/08/2001

 

Home   l   IAEPA   l   Serviços   l   Contatos   l   Membro   l   IAPI

Copyright 2005 Detective Lacerda All Rights Reserved.

Hosting by WebRing.