Compasso

 

Falo da solidão de que já nem sei

Falo dos dias em que sonhei

Falo de coisas acontecendo

Falo do mundo se movendo

 

Penso nas sombras em que me escondo

Penso nas frias manhãs de outono

Penso na praia entardecendo

Penso nos pássaros se recolhendo

 

                                                                                              Ouço o alarde em que se vai vivendo

Ouço as palavras que se vai dizendo

Ouço o estampido na imensidão

Ouço o compasso de seu coração

 

(primavera de 2002)

                                                                                              Voltar