SISTEMA DE DEFESA ELETRÔNICA

by Le Magicien


 

O propósito deste projeto é proporcionar ao leitor um sistema experimental de defesa eletrônica baseado em descargas elétricas de alta voltagem.

Basicamente o Sistema de Defesa Eletrônica -SDE-, compõe-se de um gerador e um multiplicador de voltagem. O gerador foi desenvolvido mediante o emprego de dois transistores Q1 e Q2 trabalhando em contrafase com realimentação indutiva provista pelo bobinado L2 (ver Figura 1). R2 limita a corrente de base dos transistores e R1 proporciona a assimetria necessária para começar a oscilação. A freqüência de trabalho do oscilador esta controlada principalmente pelas propriedades magnéticas do circuito primário. Neste projeto, a freqüência de trabalho é de 30 kHz.

Na saída do bobinado secundário L1 obtemos uns 800 volt, os quais são aplicados ao multiplicador (D3 a D10 e C2 a C9) proporcionando assim uma saída de aproximadamente 3000 volt ou mais no extremo de aplicação (terminais HV - GND). A lâmpada de néon NE indica que o sistema esta em operação e ainda que o multiplicador possui uma carga acumulada pronta para ser dissipada.

Componentes:

R1 = 2200 W
C1 = 10 m F/ 16 volt eletrolítico
R2 = 220 W
C2 a C9 = 68 nF/ 1 kV papel, poliéster o cerâmico
R3 = 190 kW
D1 e D2 = 1N4002
D3 a D10 = 1N4007
Q1 e Q2 = EM6122 (NPN, 4 amp)
NE= lâmpada néon miniatura
T1 = núcleo : NE 30 / 15 / 7 (duas peças E de ferrite )
carretel : CE 30 / 15 / 7


CONSTRUÇÃO DO TRANSFORMADOR T1

O transformador elevador de tensão T1 observado na Figura 1 deve ser feito à mão pois é um componente sob medida. Nas figuras 2, 3, 4 e 5 observamos a construção de T1:

O transformador T1, após a montagem deve ter a aparência da figura 6:



DETALHES DA PLACA DE CIRCUITO IMPRESSO e MULTIPLICADOR

Na placa do circuito impresso, dada na figura 7, se observa o lado correspondente às trilhas de cobre, e também a vista contrária, do lado dos componentes, com a respectiva localização dos mesmos.

A montagem deve ser realizada da maneira mais compacta possível para que a placa do circuito caiba dentro do tubo de PVC.




A montagem sugerida para o multiplicador, deve corresponder à da figura 8.




O circuito é colocado em um tubo de PVC de 1 ½ polegadas de diâmetro.

Observando a figura 9b, no tubo #1 se coloca a bateria de 9 volt e o gerador.
Na luva se coloca o push-button S e a lâmpada NE indicadora.

No tubo #2 se coloca o multiplicador e, na extremidade do mesmo, uma tampa plástica do tipo usado nos aerossóis de desodorante. Nesta última são colocados dois parafusos de bronze o latão com os fios ligados segundo o esquema.

O aparelho já montado deve ter a aparência da Figura 9a.

Finalmente é importante mencionar que após carregado o multiplicador, o mesmo deve ser descarregado, para isso se curtocircuitam os terminais 1 e 2.





lemagicien@email.com
Hosting by WebRing.