Terranos

Terranos se tornaram um das raças mais importantes na galáxia conhecida, junto com seus parentes genéticos, os A(r)cônidas. Como alguns dos mundos utilizados para o estabelecimento de colônias não são precisamente como a Terra, alguns colonos foram alterados geneticamente, outros sofreram mutações. Apesar disto, quase todos os descendentes mantém a mesma aparência básica (duas pernas, dois braços, dois olhos, etc.). As diferenças estão principalmente nas proporções.

Os Terranos não são a raça mais inteligente na galáxia conhecida, nem a mais forte, mas eles têm uma combinação destas características que, em uma galáxia já dominada por humanóides (os A(r)cônidas), lhes facilitou o desenvolvimento. Terranos combinam estes talentos com o vigor de uma raça jovem, extremamente ativos, sendo contudo uma das raças mais sensíveis na galáxia.

Em 1971 Perry Rhodan, Reginald Bell, e Fletcher se tornaram os primeiros homens a aterrissar na Lua. Lá, eles descobriram um nave arcônida caída. Ajudando seus tripulantes, Thora e Crest Rhodan começaram a subida meteórica do gênero humano, para tornar-se uma das raças mais desenvolvidas na Via Láctea.

Muito do seu sucesso no início dependeu de sua permanecerem escondidos do Império de Árcon e atuando de surpresa. Eles tiveram tanto êxito que raças arcônidas (especialmente os Saltadores e Aras) fizeram um grande esforço para os destruir. Em 1984 eles quase tiveram sucesso. Só através de uma ação audaciosa, e troca de alguns registros, conseguiu-se que um planeta primitivo do sistema de Betelgeuse fosse destruído em vez da Terra. Porém, o engano não foi notado pelas forças arcônidas e a galáxia acreditou por 56 anos que a ameaça dos terranos tinha sido eliminada. Mas, claro que não tinha sido. Durante este período, a Terra construiu sua frota natal, laços econômicos e políticos foram estabelecidas com planetas habitados perto de Terra, e infiltrou agentes no Império de Árcon.

Embora sua existência tenha sido descoberta em 2040, sua localização continuou permanecendo um segredo até as 2044 quando foi atacada por uma volumosa frota do Universo Druuf. Contudo, nesta época o Império Solar já era aliado do Império Arcônida, e se tornou um dos fatores de poder na política galáctica. Eles eram chaves para repelir a ofensiva dos Pos-Bis, além de revelar e neutralizar (ao menos temporariamente) a ameaça dos Laurins para a Galáxia.

Em 2326 a Aliança Solar pôde finalmente forjar uma aliança entre os três poderes principais da galáxia conhecida: o Império de Árcon, a Aliança Solar, e a Coalizão Acônida. Com o tempo. Outros grupos posteriormente se uniram. Com a destruição de Árcon III (em 2329), esta coalizão foi desfeita.

Os terranos passaram a desenvolver o Império Solar, a partir da Terra e dos colonos de outros mundos, que com o passar do tempo começou a enfrentar resistências internas. O primeiro planeta a se desligar do Império Solar foi Plofos, cujo ditador (Iratio Hondro) planejava assumir o controle dos mundos terranos. Perry Rhodan conseguiu vencê-lo, e na verdade acabou se casando com sua filha, e assim manteve Plofos junto ao Império Solar.

Quando ocorreu a ofensiva dos Condicionados em Segundo Grau, a Terra ficou muito fragilizada, e surgiram outros blocos de poder mantidos por descendentes de terranos: a Liga Carsuálica, a União Central Galáctica e o Império Dabrifa.

Mais tarde, em 3430, estes se unem para atacar a Terra, mas Rhodan consegue evitar a guerra transferindo o Sistema Solar 5 minutos para o futuro.

Naves e Tecnologia Especial

Muito de tecnologia terrana foi adaptado da tecnologia arcônida. Porém, eles somaram tecnologia estrangeira e as próprias invenções continuamente, para criar uma tecnologia sem comparação (mas sempre imitada). Esta tecnologia inclui viagens espaciais (hiper-salto ou vôos lineares), transmissores de matéria, computadores (positrônicos, e posteriormente com a adição de plasma celular, obtido de seus aliados Pos-Bis), sondas cerebrais, engenharia genética, robótica humanóide, aparelhos voltados para energias psiônicas (detetores e campos de proteção), máquinas temporais, controles de equipamentos utilizando a tecnologia SERT (transmissão de comandos direto dos cérebros dos comandantes para os controles dos equipamentos, tais como Paladino ou emocionaves).

As naves terranas são equipadas com uma variedade de armas poderosas (inclusive canhões narcotizantes e transformadores), campos defensivos (até mesmo campos paratrons, que funcionam em Sexta dimensão), e uma combinação de controles eletrônicos e mecânicos que as fazem das naves de guerra mais poderosas, além da conhecida eficiência de suas tripulações, que lhes permite continuar lutando mesmo com elevados níveis de danos (que teriam incapacitado totalmente naves arcônidas, por exemplo). Suas naves variam de barcos para um tripulante até naves com 2,5 Km de diâmetro.

Hosting by WebRing.