Siganeses

O Siganeses são descendentes de colonos terranos no planeta Siga, no Sistema de Gladors. Eles eram colonos geneticamente normais quando a colonização começou em 2003 DC. Porém, Siga (ou Gladors) teve um efeito totalmente inesperado neles: gerações sucessivas eram significativamente menores que a anterior. De fato, elas foram hospitalizados freqüentemente, já que possuíam abaixo de 40% do tamanho esperado. Contudo, com o nascimento de mais crianças ficou aparente que estas crianças minúsculas eram, de fato, tão saudáveis quanto crianças de qualquer outra colônia (as vezes mais saudáveis que algumas). Porém, eles eram significativamente menores. A segunda geração de crianças ainda era menor e esta tendência continuou até atingirem um tamanho de 15 a 20 cm de altura, em 2326 DC, e peso médio de 0.85 kg. Em compensação, a expectativa de vida era de 800 a 900 anos. Eles também desenvolveram pele verde e cabelo preto, bem como elevadas capacidades auditivas e visuais. Os aspectos negativos eram de que, para amadurecer, levavam cinqüenta anos, e as gestações duravam 25 meses.

Devido ao tamanho e habilidades, os siganeses se tornaram conhecidos na galáxia pela micro-tecnologia, rivalizando com os Swoons, do Império de Árcon.

Com seu diminuto tamanho, algumas vezes suas naves mais fortes podiam ser disfarçadas de meteoros, e desta forma penetrar nas linhas inimigas sem chamar a atenção.

Embora não seja de amplo conhecimento, um dos siganeses mais influentes foi Lemy Danger que, com o parceiro ertruso Melbar Kasom, formava uma dupla altamente eficiente de especialistas da U.S.O..Outros siganeses que não podem deixar de ser mencionados são a tripulação do robô de combate Paladino (de construção siganesa), que com sua tripulação de seis pessoas imitava a forma de um Condicionado em Segundo Grau. Na verdade, Paladino era mais forte que os seres que imitava, e armado com versões siganesas das armas mais potentes disponíveis, além de ser comandado por um emocionauta (pessoas que desenvolviam uma de suas capacidades naturais, e conseguiam através do capacete SERT transmitir seus impulsos cerebrais para os controles de máquinas ou espaçonaves, que se tornavam dessa forma extensões de seus próprios corpos).

Hosting by WebRing.