ERNST ELLERT

Nascido em 07/08/1940, ele se tornou um dos membros fundadores da Terceira Potência e do Exército de Mutantes. A sua habilidade mutante era ver os possíveis futuros, e sentir quais tinham as maiores probabilidades. Embora ele não pudesse projetar seu corpo no futuro, ele podia, às vezes, projetar sua a mente. A habilidade dele era chamada de teletemportação.

Vida, como nós definiríamos normalmente, não foi longa para Ellert. Logo após se unir ao Exército de Mutante, ele foi forçado a sacrificar a sua vida para prevenir uma explosão nuclear terrível, induzida pelos Fantanitas. Porém, este não era seu fim. No momento que ele "morreu", sua mente deixou o seu corpo e se lançou pelas probabilidades temporais, deixando seu corpo em um estranho estado de animação suspensa. Enquanto estava neste estado, ele viajou do início ao fim dos tempos, e muitos universos ao longo disso. Freqüentemente, ele co-ocuparia o corpo de algum habitante de qualquer tempo, espaço ou dimensão em que ele se achasse. Completamente perdido, ele gastou tento tempo para retornar ao seu corpo, que ele esqueceu gradualmente de quem era. Porém, enquanto ocupando corpos, ele tentou aprender tudo aquilo que pôde sobre cada lugar, enquanto ajudava seu anfitrião a melhorar sua vida e de sua sociedade.

Em 2043 DC, enquanto ocupava o corpo de um cientista Druuf, Onot, ele ajudou a minorar o impacto da invasão Druuf do espaço einsteiniano (devido às diferenças de tempo entre as duas dimensões, ele esteve realmente presente durante ambos os períodos de invasão conhecidos como Onot, embora no espaço einsteiniano 10.000 anos tivessem passado). Um contato mental com Rhodan durante a segunda invasão restabeleceu algo de sua memória e lhe mostrou o caminho para seu próprio corpo. Uma vez de volta, ele pôde passar alguns décadas no próprio corpo, apesar do incidente anterior tê-lo feito perder um dos braços, substituído por um cibernético.

Embora Ellert mantivesse suas habilidades para viajar pelo tempo e pelo espaço, sua proximidade ao corpo parece ter gerado tensão adicional, que levou seu corpo a se decompor em momentos de tensão. Eventualmente, sua mente foi absorvida pelo cérebro de bio-positrônico de uma nave Pos-Bi, levando seu corpo a se deteriorar tão rapidamente que teve que ser profundamente congelado para preservar o que restasse de vida nele. Mais uma vez viajando pelo tempo e pelo espaço, ele periodicamente encontrava a humanidade durante os séculos, à medida que se espalhava pela galáxia.

(Este quadro vem do Jogo de Cartão Comerciando por FANPRO e era tirado por Johnny Bruck)

Hosting by WebRing.