ARCÔNIDAS

Descendentes dos Acônidas. Após a guerra de separação, esqueceram-se de sua origem e fundaram um império, que na época do contato com os humanos estava a beira do colapso. Sua constituição física é parecida com a dos acônidas, com pele clara, cabelos prateados e olhos rosáceos. As principais diferenças anatômicas entre arcônidas e terranos é a existência de uma placa óssea ao invés de costelas, e um setor do cérebro que funciona como uma memória fotográfica. que em alguns arcônidas é modificado para atuar como um setor lógico independente, como ocorre com Atlan.

Ao se separarem de Ácon, se estabeleceram no terceiro planeta do sistema Árcon, que ficou conhecido como Árcon I. Desenvolveram uma extensa colonização, formando um Império Estelar no qual diversas raças se desenvolveram. Prova de seu desenvolvimento é terem modificado o sistema em que viviam, colocando três planetas idênticos na mesma órbita. O primeiro era o mundo residencial, onde os prédios eram construídos como funis invertidos. O segundo era o mundo comercial, e o terceiro o mundo militar.

Através dos esforços Arcônidas de colonização, numerosas variações se desenvolveram ao longo dos milênios. Entre os mais conhecidos ou importantes destas variações estão os Saltadores (de quem descendem os Superpesados e os Aras), os Ekhônidas e os Eysalenses.

Contudo, devido à degeneração que começam a sofrer, perdem o controle sobre seu império. Quando a situação chega a um nível crítico, um computador de grande porte toma o controle, passando a ser conhecido como o Regente. De acordo com sua programação, o controle do império deverá ser devolvido à um "arcônida como os de antigamente, com capacidade para conduzir os destinos do Império Arcônida". O primeiro a satisfazer estas condições é Atlan. Príncipe de Cristal. Sob seu controle, e com o auxílio dos terranos, os arcônidas começam a reconstruir seu império.

Pelos primeiros cem anos (aproximadamente) de expansão dos terranos no espaço, estes acreditavam que os Arcônidas fossem a raça mãe de todos os gêneros humanos na galáxia. Embora tenha sido provado que isto não era verdade, eles realmente devem ser a raça originária dos gêneros humanos no agrupamento estelar M13. Atualmente, há duas variedades principais de Arcônidas: moderno e degenerados. Os Arcônidas modernos são o resultado de uma vários milhares de anos em enfado racial. Eles são geralmente apáticos, vivendo com baixos níveis de energia e uma necessidade quase doentia de entretenimento descuidado. Eles geralmente são considerados degenerados e muitos deles o são, de fato. A outra variedade deriva de aproximadamente 100.000 arcônidas encontrados por Gucky (muitos congelados por milhares de anos) a bordo uma nave colonial perdida no espaço por aproximadamente 8.000 anos. Eles estão bem adaptados para vida espacial e são de um período perto do começo do declínio dos Arcônidas e, assim, possuem níveis de energia moderadamente altos. São estes Arcônidas que lentamente (com ajuda de alguns controles sancionados pelo governo) estão promovendo o revigoramento da raça.

Em 2329, os Blues atacam Árcon, com armamento fornecido por Ácon. Este sistema é, então, abalado pela destruição de Árcon III. Como era um sistema artificial é extremamente é instável, a destruição de um planeta acarreta perturbações em todo o sistema.

(imagem tirada do jogo de computador baseado em Perry Rhodan, da FanPro)

Hosting by WebRing.