Darwin Magazine    

Início  Como Colaborar  

 

 

 Evolução

Buscar
   

powered by FreeFind

 

Observatório da Watchtower
Banner confeccionado pela Sociedade da Terra Redonda

   

Agosto de 2001

 
Início

Arquivo

Artigos

SI Digest
Livros
Colabore
Evolução

Biologia

Links
 

 "Esteja preparado": Seguindo a Pista dos Criacionistas

por Lenny Flank

Numa batalha contra os criacionistas, a informação é uma arma potente. Por isso temos de conhecer os criacionistas e os argumentos deles tão bem como eles próprios os conhecem. Os criacionistas apresentarão um conjunto padrão de "argumentos científicos", incluindo declarações envolvendo a idade da terra, o registro fóssil, os estratos geológicos, a segunda lei da termodinâmica, e a origem da vida. Felizmente, estes argumentos não mudaram muito nos últimos vinte anos, e todos foram completa e repetidamente refutados por cientistas. Todos os que lutam contra os criacionistas têm de ter pelo menos um conhecimento básico sobre os argumentos favoritos dos criacionistas e como responder-lhes.

Provavelmente a melhor fonte de notícias e informação útil são os próprios escritos dos criacionistas. O ICR, a CRS e o CSRC publicam boletins noticiosos periódicos e outras publicações. É uma boa idéia ter alguns simpatizantes que se introduzam nas listas de correio destas organizações, e depois examinar cada peça de literatura em busca de admissões descuidadas da parte dos criacionistas. Como os criacionistas falam abertamente (para os seus apoiantes) sobre os objetivos religiosos da sua campanha, não será difícil encontrar muitas referências aos motivos religiosos por detrás da campanha de "tratamento equilibrado" deles (de fato, a compulsão incessante deles para "testemunhar a favor de Cristo" em toda a oportunidade disponível faz dos criacionistas os seus próprios piores inimigos). Por exemplo, na publicação do ICR Impact de outubro de 1989, no artigo "Teachers Can Teach Creation Science in the Classroom" ["Os Professores Podem Ensinar Ciência da Criação na Sala de Aula"], de Robert Simonds, o segundo parágrafo reconhece:

"A Suprema Corte dos Estados Unidos desenvolveu um teste em três pontos em Lemon v. Kurtzman para averiguar quando o envolvimento do governo em atividades religiosas não viola a establishment clause: (1) a atividade tem de ter um propósito secular, (2) o seu efeito primário não pode ser avançar nem inibir a religião, e (3) não pode constituir um envolvimento excessivo do governo com a religião".

A seguir, apenas quatro parágrafos adiante, Simonds admite abertamente: "Isto é nada menos que uma batalha espiritual pelas mentes de todas as crianças americanas. A evolução, aplicada consistentemente, nega a existência de Deus e os Seus atos criativos". Desta forma, Simonds está a ajudar os que lutam contra os criacionistas a estabelecer que: (1) os criacionistas têm em mente um propósito religioso, não um propósito secular, e (2) o efeito pretendido da campanha deles é, nada mais nada menos, fazer avançar a religião. Excertos como este são de valor incalculável se uma batalha nos tribunais se tornar necessária.

Outra boa idéia é infiltrar vários dos nossos simpatizantes nas organizações criacionistas locais, de onde nos poderão fornecer informações sobre a estratégia, táticas, financiamento, etc., do grupo dos criacionistas. Se estiverem disponíveis vários desses simpatizantes, é muito útil permitir mesmo que um ou dois deles sejam desmascarados como anti-criacionistas e expulsos do grupo criacionista. Isto obrigará os criacionistas a ficarem paranóicos e desconfiados de todos os "apoiantes" que lhes entrarem portas adentro, o que dificultará a capacidade deles se organizarem.

Claro que os criacionistas provavelmente também tentarão usar essa tática, portanto a organização anti-criacionista tem de ser completamente aberta e tomar todas as suas decisões em fóruns abertos. Afinal, os anti-criacionistas têm a lei do seu lado e não têm segredos a esconder, ao passo que os criacionistas têm de fazer todos os esforços para esconder os seus motivos religiosos e tentar apresentar-se a si mesmos como "científicos".


Publicado em: 2001-08-18
Tradução: João Rodrigues
Texto original em: http://geocities.com/lflank/prepare.htm
 

Alto da Página

 

 

 

 

 

 

Darwin Fish
Copyright © 2000-2001 Darwin Magazine
Primeira versão criada em março de 1997
 por Gilson Cirino dos Santos.
Curitiba, Paraná - Brasil.

Página Inicial | Evolução | Biologia | Artigos | SI Digest | Livros | Links | Sugestões

Hosting by WebRing.